Óleo de amêndoas – Benefícios para pele e cabelos

Benefícios para pele

O óleo de amêndoas é muito popular, principalmente entre as mulheres. Ele contém um forte poder de hidratação, dessa forma impede a perda de água excessiva pela pele e consequentemente evita problemas decorrentes. Também ao hidratar a pele, o óleo promove que esta fique mais macia e resistente contra agressões do meio externo, tais como frio, ventos e baixa umidade.

Óleo de amêndoas - Benefícios para pele e cabelos

Foto: Reprodução

O óleo de amêndoas também possui outros benefícios, como o fato de prevenir estrias, e isso se deve à melhora de elasticidade que ele confere à pele (Este é um dos aspectos mais requisitados pelas mulheres grávidas que recorrem ao uso do óleo). No entanto é bom ter em mente que ele não destrói estrias já formadas, mas apenas evita que novas surjam, por isso é recomenda-se utilizá-lo desde o princípio da gestação, já que a pele irá passar por constantes processos de alongamento e contração.

Este produto também conta com poder anti-inflamatório que costuma ser eficaz para curar irritações cutâneas. Tal propriedade é decorrente principalmente da concentração de zinco que o óleo possui, aliado a uma considerada quantidade de vitamina E e antioxidantes, colaboradores no processo desinflamatório.

Além de todos esses benefícios promovidos pelo óleo de amêndoas, ainda convém citar seu efeito emoliente, que permite à pele recuperar sua oleosidade natural em dias mais secos ou após um período de longa exposição ao sol.

Cabelos

A recuperação dos fios de cabelos danificados também é outra vantagem que o óleo promove, o que pode ser notado visualmente, já que ele também confere diminuição de volume.

Como usar o óleo de amêndoas

O momento de utilização mais adequada do óleo de amêndoas é após sair do banho, pois os poros se encontrarão mais abertos que o normal permitindo que o produto penetre bem na pele. É preferível também fazer isso durante a noite, quando o corpo está menos exposto à resíduos que se acumulam na pele. Em casos de intenso ressecamento, é aconselhável que seja feita uma massagem suave após aplicação do óleo.

Caso se torne incômoda a sensação oleosa, não há problemas em retirá-lo com água, pois seus ativos já estarão penetrados. O uso diário do óleo não é contraindicado, a menos que você possua pele mista ou oleosa, nestes casos é bom ter certa moderação. As regiões que merecem receber aplicação constante do produto são as mais ressecadas, como os cotovelos.