Óleo de laranja – Benefícios e propriedades

A laranja é uma fruta típica de áreas tropicais, encontrada em abundância nos solos brasileiros. Trazida da China pelos europeus, seu uso medicinal surgiu no fim do século XVII devido ao seu custo elevado na época. Amplamente utilizada como matéria-prima, pode derivar produtos de diversos segmentos, seja estético, alimentício ou até mesmo medicinal através de seu uso. Dentre estas vertentes, origina-se também o óleo da laranja, que possui o aroma agradável da fruta e serve para situações variadas.

Óleo de laranja - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Tendo sua extração feita da casca da laranja, através de pressão simples, este produto está presente em produtos de limpeza, sabonetes, xampus, balas, bebidas, etc. Quimicamente falando, este poderoso óleo possui altos teores de monoterpeno, grande auxiliar quando se trata do tratamento de células cancerígenas. Ainda falando de propriedades, o óleo serve também em casos de depressão, tensão muscular, espasmos, problemas digestivos, insônia e necessidade de sedação. Devido ao seu teor cítrico, o óleo derivado da laranja também pode servir para problemas de obesidade.

Pode-se encontrar vitaminas, mineiras e enzimas dentro deste poderoso produto natural.

Indicações

Indicado para tratar diarreia, constipação, síndrome do intestino irritado, flatulências, colites, dispepsia, úlcera bucal e infecção da garganta, retenção de líquidos, eliminação de gordura, enjoo de viagens com vertigem, enjoo no período da manhã, pronunciada ação estimulante na vesícula biliar e no estômago, tratamento de acne, indicada para limpar o excesso de oleosidade do couro cabeludo, colabora no tratamento da  respiração asmática ou ofegante, ajuda a tratar a depressão e a ansiedade.

Como consumir o óleo de laranja

  • O óleo de laranja pode ser encontrado, além de combinado com outras especiarias como canela, cravo e lavanda, em algumas bebidas que tem este produto como matéria-prima de sua composição.
  • Misturado com óleo essencial de limão diluído, o mesmo se torna potente desinfetante bucal, tônico para gengiva e no tratamento de aftas.
  • Pode-se consumir o óleo como molho ou ingrediente para comidas e saladas devido ao seu sabor agradável e adocicado.
  • O óleo da laranja também pode ser usado em tratamentos com aromaterapia.

Cuidado!

Devido à presença de alto teor cítrico no óleo de laranja, se utilizá-lo em massagens evite se expor ao sol. Caso o faça, pode-se correr o risco de queimaduras e manchas de pele. Se preferir, tome um banho após o uso para evitar prejuízos à derme.

Em casos de banhos de banheira, nunca utilize mais de quatro gotas para uma banheira média. Caso contrário, irritações na pele podem vir a acontecer.

É recomendado que se faça um teste de sensibilidade antes de utilizar o óleo de forma completa. Aplique uma pequena quantidade na parte interior do braço e aguarde uma hora. Dependendo do resultado, suspenda o seu uso.