Óleo de orégano – Benefícios e propriedades

O orégano é uma erva nativa das regiões do mediterrâneo, de característica perene e aromática. Ele tem sido usado desde a antiguidade tanto na culinária, devido a seu aroma e o sabor peculiar que confere aos pratos, quanto na conservação dos mais diversos tipos de alimentos, além de ser conhecido como um dos mais antigos conservantes alimentares, evitando a concentração de fungos e prolongando a “vida” do alimento. As folhas, parte utilizada do orégano, são aproveitadas secas ou frescas, mas diz-se que as folhas secas possuem melhor aroma. O orégano possui ainda uma lista de propriedades medicinais que faz do mesmo uma erva indispensável em qualquer cozinha.

Óleo essencial de orégano - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

O orégano pode ser aproveitado como tempero, conservante, chá e na forma de óleo essencial, um concentrado extraído diretamente da planta, o que mantém conservada a maioria de suas propriedades que são benéficas para a nossa saúde. O óleo é altamente rico em vitaminas A, C e E, substâncias como cálcio, zinco, ferro, potássio, flavonoides, manganês, magnésio, niacina entre outras substâncias. Ele é indicado para o tratamento de males relacionados à presença de fungos no organismo, principalmente a Síndrome Fúngica.

Propriedades e benefícios do óleo de orégano

O óleo essencial de orégano possui as seguintes propriedades:

  • Anti-inflamatório
  • Antibiótico
  • Anticancerígeno: Devido à presença de flavonoides o óleo é considerado combatente das células cancerígenas.
  • Antifúngicas: Agindo contra doenças relacionadas a fungos e prevenindo seu aparecimento.
  • Antiparasitário: Atuando na prevenção do surgimento de parasitas.
  • Sedativo: Aliviando dores fortes, como as cólicas menstruais, por exemplo.
  • Antibacteriano: Faz o controle das bactérias no organismo, principalmente daquelas que causam infecções no trato gastrointestinal.

O óleo possui eficácia comprovada no combate aos fungos, evitando seu aparecimento no organismo e em alimentos, prolongando assim sua durabilidade. No que se diz respeito a bactérias o óleo combate as infecções causadas pelas mesmas, como meningite, por exemplo, as infecções estomacais que podem desencadear cólicas fortes, diarreias, enjoos e possíveis vômitos também podem ser tratados. Alivia dores fortes, tendo efeito comparado ao da morfina, sendo bastante útil em cólicas menstruais, como já citado acima. Reduz o mau colesterol (LDL) e é útil no tratamento de gripes, resfriados, pneumonia, febres leves e até asma. Dores e cãibras musculares, dores de cabeça, problemas intestinais, problemas capilares como caspa, e micose.

Estudos sobre a eficácia do óleo de orégano no combate do mal de Alzheimer ainda estão sendo realizados, o que, mais tarde, pode adicionar mais um benefício à lista dos muitos que este óleo possui.