Óleos essenciais afrodisíacos

Os óleos essenciais são, desde a antiguidade, utilizados na aromaterapia como uma alternativa de tratamento indolor para diversos males, pois são um concentrado 100 % natural, extraídos diretamente das plantas, garantindo assim o aproveitamento de suas mais importantes propriedades. Estes óleos são aproveitados pela indústria das mais diversas formas, seja em perfumes, sabonetes, shampoos ou produto de beleza.

Óleos essenciais afrodisíacos

Foto: Reprodução

Alguns óleos essenciais com seus aromas fortes e marcantes são considerados afrodisíacos, ou seja, eles têm grande influência sobre a libido, aumentando o apetite sexual e despertando a sensualidade, e o que vai determinar se um óleo é ou não afrodisíaco é a sua composição química. A palavra “afrodisíaco” vem do nome da deusa da mitologia grega Afrodite, sempre ligada ao amor e assim também à sexualidade. Estes óleos estimulam os desejos sexuais e aumentam a autoestima de quem os usa.

Os óleos afrodisíacos estimulam diversos sistemas do corpo, entre eles:

  • Sistema nervoso: o que deixa a pessoa com a atenção maior e mais estimulada.
  • Sistema olfativo: agindo sobre o subconsciente causando boas sensações.
  • Sistema endócrino: estimulante dos hormônios.
  • Sistema circulatório: promovendo a vasodilatação e sensação de calor.

Há ainda a possibilidade de confeccionar um hidratante pós-banho com propriedades afrodisíacas. Para isso você precisará de:

  • 3 gotas de eucalipto stageriana
  • 3 gotas de óleo essencial de palmarosa
  • 30 ml de óleo de semente de uva ou amêndoas doces

Confira uma lista de óleos afrodisíacos que podem ajudar a apimentar a relação

Canela e Preciosa: A Canela causa ardor e queimaduras, por isso deve ser diluída e a Preciosa não acompanha este tipo de reação, contudo é mais difícil de encontrar. Ela é parente do pau rosa encontrado na região amazônica, agindo como substituta da canela em diversos tratamentos. Ambas são vasodilatadoras.

Lótus e Lírio: Possuem aromas bastante femininos estando sempre ligados à sensualidade da mulher.

Ylang Ylang, Rosa, Palmarosa e Grânio: Estes óleos promovem a aproximação com pessoas queridas e se encaixam perfeitamente com as mulheres devido ao aroma mais feminino. No caso do Ylang Ylang se for usado em excesso pode ter efeito reverso, as pessoas podem dormir devido ao relaxamento do aroma no lugar de ter um contato intenso e atrativo.

Jasmim, Pimenta e Flor de Laranjeira: São óleos bastante sexuais, despertando a libido. A pimenta é vasodilatadora e deve ser utilizada com cuidado por causa do ardor e risco de queimaduras.

Gengibre e Cravo: São semelhantes à canela, contudo menos agressivos e promovem a limpeza espiritual. O gengibre é um ótimo estimulante e vasodilatador promovendo a energia e motivação sexual. O óleo essencial de cravo é bastante encontrado na composição de produtos vendidos em sex shops.

Baunilha: A baunilha possui um aroma que age como grande estimulador sexual e é muito comum seu uso em óleos de massagem, sabonetes, óleos de banho e perfumes. Ela tem um apelo sexual desde seu nome Vanilla Planifolia, vanilla vem do latim que significa vagina, devido à semelhança da raiz com o órgão sexual feminino. Ela pode ser substituída pelo cacau que possui propriedades semelhantes e um forte aroma de chocolate.

Sândalo, Amyris e Credo: São aromas mais masculinos, contudo nada impede o uso pelas mulheres, neste caso há uma inversão de aromas.

Ládano: O óleo de ládano esquenta e traz a sensação de calor, queima deixando uma sensação bastante agradável. Indicado para pessoas que estão com baixa autoestima, com necessidade de mudanças.